Nossos Serviços

  • Destinação final de resíduos sólidos urbanos da coleta domiciliar dos municípios
  • Destinação final de resíduos sólidos industriais das classes IIA e IIB
  • Laboratório para caracterização de resíduos sólidos e efluentes industriais
  • Tratamento de resíduos sólidos
  • Gerenciamento de resíduos sólidos

 

Como destinar os resíduos para o Aterro?

  1. O primeiro passo é a caracterização do resíduo conforme a NBR 10004/04.

  2. É feito o contato com a Braseco para que os técnicos façam uma análise do resíduo. Ainda assim pode ser necessária uma visita às instalações do gerador para avaliação do processo e o resíduo gerado.

  3. A seguir é elaborada uma proposta técnica-comercial que vão produzir um contrato. O contrato estreita a relação entre o gerador e a Braseco, inclusive na definição clara das responsabilidades. Questões como a rastreabilidade, a documentação, a idoneidade do transportador, relatórios de produção, etc.

 

Como funciona um aterro sanitário?

Todo o resíduo que chega ao aterro tem de estar devidamente cadastrado. Ou seja as empresas devem possuir um contrato com a Braseco onde dentre outras coisas garante a característica do resíduo em acordo com o que estabelece o licenciamento de operação do aterro. Neste cadastro inclui além das características do resíduo, o local de origem e o cadastro do transportador.

Após isso, os veículos são verificados ainda na balança, conferindo os dados do gerador, do resíduo e do transportador, em conformidade com o Manifesto de Transporte de Resíduos, que é o documento obrigatório durante todo o transporte do resíduo.

Feita a pesagem inicial o veículo é liberado para a realizar a descarga na célula, que é totalmente impermeabilizada com uma geomembrana de polietileno com 2mm de espessura. Funcionários treinados e devidamente equipados para trabalhar no pátio de descarga, orientam o correto local para a descarga dos resíduos. Durante a descarga qualquer irregularidade é imediatamente comunicada ao setor de balança para as devidas providencias.

O veículo após a descarga segue para a balança para nova pesagem. Neste momento é emitido eletronicamente o comprovante em 3 (três) vias com todos os dados referente ao processo de pesagem.

O resíduo no pátio de descarga é espalhado, compactado e coberto ao final de cada jornada de trabalho. Tal procedimento é importante no processo de decomposição do resíduo, evita a atração de vetores (aves, moscas), reduz a propagação de odores característicos. Outro aspecto importante da cobertura diária está ligado ao confinamento dos gases produzidos e da proteção do lixo da exposição à chuva.

As células de descarga de resíduos, são dotadas no seu interior de drenos horizontais e verticais distribuídos em toda a sua área, que atuam para uma eficiente drenagem de líquidos e gases. Os gases são direcionados a tubos com queimadores (flaires) que fazem a queima do gás metano e outros do efeito estufa.

Os líquidos gerados (chorume) contidos na célula, são extraídos através de uma estação elevatória em cada célula e daí são encaminhados para as lagoas de tratamento. O sistema é composto por 4 lagoas também impermeabilizadas com geomembrana em PEAD. Cada lagoa representa uma etapa do tratamento do líquido, que ao final do processo apresenta uma redução na carga orgânica na ordem de 80% a 84%. O líquido tratado é lançado de volta às células em operação visto que o líquido apesar de estar pré-tratado, ainda contém matéria orgânica suficiente para acelerar o processo de decomposição dos resíduos nas camadas superiores da célula. Esse sistema é conhecido como circuito ? fechado e portanto todo o chorume produzido no aterro é utilizado nos próprios processos do aterro, evitando que seja tratado em unidades de terceiros e/ou descartado no meio ambiente.

O que é o Chorume?

Também chamado de Sumeiro, é o líquido produzido pela decomposição de substâncias contidas nos resíduos sólidos, que tem como características a cor escura, o mau cheiro e a elevada DBO (demanda bioquímica de oxigênio). O processo de tratamento do chorume é baseado no tratamento biológico por intermédio de lagoas de estabilização e recirculado para as células de descarga em operação.

Quais são os principais gases produzidos num aterro?

A mistura de gases produzidos pela degradação da matéria orgânica em condições anaeróbias é composta principalmente de dióxido de carbono (CO2) e metano (CH4), em composições variadas. O tratamento destes gases se dá pela drenagem e a queima destes. O sistema consiste na implantação de drenos verticais que permitam a drenagem dos gases e sua combustão em queimadores diretamente instalados nos drenos.

Modelo Simplificado de Manifesto de Carga - Clique Aqui.

Licença Ambiental

A Braseco, na gestão do Aterro Sanitário, mantém atualizado os seguintes licenciamentos:

  • Licença de Opearação - IDEMA/RN;
  • Cadastro Técnico Federal - IBAMA;
  • Outorga do Uso da Água - SEMARH/RN;
  • Alvarás Municipais e Corpo de Bombeiros.